sábado, 14 de julho de 2012

Perigos que podem estar ao alcance de nossos felinos!

Dentro de casa o gato estará sempre seguro. Certo? Nem sempre... Muitas vezes o perigo espreita nos lugares mais inocentes. Um desinfetante mal fechado que é derrubado no chão, um inseto apetitoso porém peçonhento, uma planta ornamental porém venenosa, tudo isso são coisas que podem aparecer no caminho de qualquer animal, mesmo os que vivem na segurança de um lar.

Gatos não lêem rótulos de remédios nem estudam jardinagem; não fizeram biologia muito menos são capazes de saber a diferença entre um remédio que cura e um que pode matar. Gatos não sabem que podem morrer quando pulam atrás de uma borboleta por uma janela aberta, ou quando adormecem no parapeito de uma sacada.

É nosso dever como donos responsáveis, estar sempre atentos a esses pequenos pormenores da vida doméstica que podem fazer a diferença entre a vida e a morte do animal.

Conheça alguns perigos que espreitam o gato em sua própria casa:


Na cozinha:

* Todo cuidado é pouco ao cozinhar com gatos por perto. Mantenha-os longe do fogão e os cabos das panelas virados pra dentro;
* Antes de fechar a geladeira, verifique se seu gato não entrou. Por incrível que pareça, há casos de bichanos gulosos que ficam trancados em geladeiras durante horas, até serem encontrados por seus donos.


Na área de serviço:

* Produtos de limpeza devem ser colocados bem longe das visitas felinas;
* Ao limpar a casa todo cuidado é pouco. Desinfetantes podem ser um perigo mortal para o gato. Nunca deixe que ele pise em um assoalho molhado com produtos químicos ou cera;
* Verniz ainda úmido é extremamente perigoso porque pode aderir as patas dos gatos e penetrar na corrente sangüínea, causando a morte;
* Especial atenção aos produtos de limpeza ou inseticidas que contenham álcali, ácido, petróleo, organofosfatos, metaldehyde e carbamatos;
* Não borrife nenhum produto em aerossol no recinto onde fica o gato ou sua comida. As partículas se espalham sem serem vistas, colocando em risco a vida do gato se por acaso se depositarem no comedouro ou bebedouro.


No Banheiro:

* Jamais deixe seu gato beber água do vaso sanitário, especialmente se utilizar produtos desinfetantes como saches, etc;
* Alguns medicamentos humanos podem ser mortais para gatos, e outros só podem ser usados sob estrito controle veterinário. Substâncias como antidepressivos, sedativos ou ansiolíticos podem provocar arritmias cardíacas fatais.


Cuidado com produtos para pets:

* Mesmo produtos para animais podem ser extremamente tóxicos para gatos. Examine o rótulo de sabonetes e xampus antes de usar. Se eles contém cypermetrina ou carbamatos (carbaril), ESQUEÇA;
* O mesmo vale para as coleiras anti-pulgas. Elas só são boas para cachorros; em gatos, podem causar lesão no sistema nervoso central e morte por parada respiratória;
* O uso indiscriminado de produtos veterinários pode levar o animal a ter sérios problemas de saúde e lesões irreversíveis. Colírios contendo cortisona devem ser evitados, pois se houver uma lesão de córnea, por menor que ela seja, a cortisona irá agravar muito o problema;
* Da mesma forma, segundo a própria Bayer, o uso do medicamento Baytril pode causar cegueira em gatos, se administrado numa dosagem acima de 5mg/kg/dia;
* Um dos remédios contra sarna mais utilizados em cães, o Ivomec, pode ser FATAL em gatos. Existem muitas outras alternativas no mercado, não permita o uso da ivermectina!


Insetos e animais peçonhentos:

* Picadas de abelhas, marimbondos, vespas, formigas ou o contato com alguns tipos de lagartixas geralmente causam apenas irritação local, dor, prurido e inchaço na área atingida, mas em alguns animais alérgicos, podem causar reações mais graves como dificuldade para respirar, choque, vômitos, diarréia e coma. A qualquer um destes sinais, corra para o veterinário mais próximo;
* Todo cuidado é pouco em locais que são infestados de cobras, escorpiões e aranhas venenosas. Se o gato for picado por um destes animais, o socorro tem que ser imediato.


Síndrome da queda dos edifícios:

* Coloque telas nas janelas – gatos NÃO tem 7 vidas. A “síndrome dos edifícios” – gatos que caem de grandes alturas – é uma emergência comum no mundo todo.


 "Deixe tudo isso bem longe de nós!"

Texto de Claudia Porto - Planeta Gato


Um comentário:

  1. always good to be reminded that things we haven't even thought of can be an issue.

    ResponderExcluir